Share

Isotônico natural

Especialistas sugerem que entre 300 ml a 500 ml de água por hora de prática esportiva seja o ideal para reidratar o organismo. Mas na hora da hidratação o que é melhor: água, isotônico ou água de coco? Um estudo realizado pelo Universidade de Memphis e publicado no Jornal da Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva, em 2012, verificou a diferença na reidratação de corredores que treinaram por 1 hora em uma esteira sem beber nada, em seguida, reidrataram durante um período de descanso e, finalmente, voltaram para a esteira para correr em alta intensidade até a exaustão. Esse protocolo foi repetido em quatro ocasiões distintas com uma bebida diferente utilizada a cada vez: água mineral, água de coco puro, água de coco de concentrada ou uma bebida esportiva.

Os resultados finais não demostraram nenhuma diferença na capacidade hidratação das quatro bebidas. Mas são conhecidas as vantagens naturais da água de coco:
– Ela é rica em vitaminas, minerais, aminoácidos, carboidratos, antioxidantes, enzimas e outros fitonutrientes. Também atua como repositor de eletrólitos, substância que protege contra câimbras e melhora o desempenho físico.
– O potássio encontrado na água de coco é um nutriente importante para manter em equilíbrio a quantidade de sal e água que os rins excretam. Sem o potássio, os rins não conseguem eliminar sódio com eficiência. O excesso de sódio no organismo, por sua vez, retém água e aumenta a pressão arterial.
– É rica em vitamina C, aumentando a produção de glóbulos brancos e atuando no sistema imunológico.
– As fibras presentes na água de coco, ajudam a regular o trânsito intestinal. E beneficiam pacientes com gastrite, úlceras e colites, ajudando a melhorar o estado geral do estômago.
– Possui alto teor de ferro por isso é recomendada em casos de anemia .
– Tem vitamina A, B e E que beneficiam a aparência da nossa pele e a melhorar o estado dos ossos e dentes. – É um diurético natural, que favorece a eliminação de toxinas através da urina, beneficiando o sistema renal e hepático.