Share

Corra por você – por Karina Teixeira @corredoradavidareal

Com o boom das corridas de rua em São Paulo, o movimento “fitness” pelo mundo e a superexposição nas redes sociais, algo também cresceu nos últimos tempos: a corrida pelos outros e não por você.

Tenho certeza que a maioria já reparou o quanto aumentou o número de corredores completando maratonas e ultras, com pouquíssimos anos no esporte, ou até mesmo poucos meses. Se eu que comecei a correr em 2012 e demorei 3 anos pra primeira maratona já me assusto, imagino a velha guarda! Tem algo acontecendo além do que deveria.

Todos esses movimentos nesse universo acabam nos estimulando a sempre querer ir mais rápido, mais longe ou mais frequente. Sim, isso faz parte do esporte e é maravilhoso. O problema está em quando esses “mais” não fazem parte do que você quer ou gosta para você, mas sim como uma “provação social”.

Nesse final de semana, muitos puderam ver o depoimento do Robson Leandro, que abriu mão da City Marathon não por receio, mas porque ele viu que não fazia sentido pra ele. E juro, foi uma das coisas mais bonitas que vi nesses últimos tempos!

Calhou bem o assunto, porque ainda fiz a parte da 23 de Maio comentando sobre isso: temos que entrar nos 42k com a alegria de ter 42.195 metros para fazer algo que amamos, independente de como você gosta de correr ou de como saia o resultado final. Mas a ida pra largada tem que ter um porquê muito especial pra cada um.

Nada que a gente faça só pelos outros, sem ter conexão com alguma parte da nossa essência, pode ser satisfatório. E quando eu falo de corrida da vida real, tem muito a ver com isso.

Qual a sua realidade? O que é que te deixa feliz nisso tudo? Para uns será a velocidade, outros a distância, outros a diversão, ou o ambiente, etc. Não importa. Mas faça do jeito que faça sentido para você. E o sentido pode ser das mais diversas formas, inclusive bizarras. Aceite-o e conviva bem com isso.

Não se force a correr 42k se você nunca teve vontade. Não queira ser o mais rápido dos 5k se você não gosta de sentir o coração na boca. Seja apenas sua melhor versão nessa coisa chamada corrida que você tanto ama fazer.

Karina Teixeira Apaixonada por corrida desde 2012, seja por asfalto ou trilhas, longas ou curtas, desafio ou diversão. Tudo tem seu momento. Com o perfil Corredora da Vida Real, defende a corrida da forma que que for prazerosa para cada um, considerando todos os desafios do nosso dia a dia. Acompanhe a Karina Teixeira nas redes sociais: INSTAGRAM FACEBOOK

 

rodapé colunas_karina