5 Dicas para combater TPM (Tensão Pré-maratona)

A preparação para correr uma maratona exige uma série de etapas e muito esforço. Afinal, não é uma corridinha. São 42.195 metros e o primeiro homem à percorrer um trajeto assim, lá na Grécia Antiga, morreu ao final. Brincadeiras à parte, sabemos que correr uma maratona é assunto sério. Por isso, treinador, médico, nutricionista, psicólogo, treino, muito treino fazem parte do longo trabalho para garantir o resultado desejado: ultrapassar a linha de chegada da mítica prova do atletismo.

“O lado físico nos dias que antecedem a maratona são dias de manutenção. Tudo o que você adquiriu ao longo do seu treinamento tem que ser visualizado pelo corredor. É hora de pensar na prova, na estratégia de prova junto com seu treinador e fazer ajustes na alimentação com acompanhamento nutricional”, elenca Wanderlei Oliveira, maratonista e treinador.

A advogada Daniela de Camargo, 37 anos, como muitos outros corredores, está lidando com a ansiedade para percorrer a distância, na Maratona de São Paulo, que acontece no próximo dia 8. “Tive treinos regulares, musculação, natação e muita leitura para adquirir confiança e estabelecer metas atingíveis.É uma ansiedade absurda neste momento. Estou diminuindo os treinos de volume para evitar qualquer tipo de contratempo. Meu desejo é concluir, para mim a primeira prova não cabe expectativas de tempo. Espero finalizar a minha primeira maratona com um sorriso no rosto e acreditar que sou capaz de atingir todas as metas que me comprometo”.

Para psicóloga do esporte e diretora do Núcleo de Integralização Humana, Wania Rennó, é hora de trabalhar a ansiedade e o entusiasmo neste momento tão próximo da maratona. “É preciso se conhecer e colocar em prática o que foi trabalhado ao longo da preparação. O trabalho do psicólogo do esporte é ajuda o atleta a conhecer os seus limites e objetivos”.

Os especialistas pontuam algumas dicas para combater a ansiedade, equilibrar corpo e mente, manter o ritmo para garantir bons resultados na numa maratona. Confira:

  1. “A exemplo dos atletas de elite, faltando alguns dias para a prova, é indicado uma suplementação de carboidrato e proteína para armazenar energia durante a corrida.”, diz Wanderlei de Oliveira, alertando que esta suplementação deve ser feita com o acompanhamento de seu nutricionista para evitar exageros.
  2. “O trabalho mental nos dias que antecedem a prova é muito importante. Visualizar chegando a largada no tempo previsto, com garra e entusiasmo e pensamentos positivos são técnicas que beneficiam o corredor e garantem uma boa performance”, sugere a psicóloga esportiva.
  3. “Não exagere nas atividades físicas para não causar nenhum tipo de problema ou lesão, faltando poucos dias para a prova. Faça treinos de 4k, 6k ou 8k para a manutenção da performance e dos músculos. O que tinha que ser feito já foi feito”, ensina o treinador.
  4. Alguns corredores ou atletas preferem ouvir música durante a prova para manter o rendimento e o ritmo. “Se o corredor sente-se confortável com o fone de ouvido e com a música, isso vai ajudá-lo. Muitos atletas relatam um estado de calma e equilíbrio quando estão ouvindo música durante a corrida. Se o fone de ouvido atrapalha, cante para você! Procure pensar em coisas que lhe fazem bem, manter os pensamentos positivos e chegar à largada com a sensação de realização”, ensina Wania.
  5. “Desistir não é um problema. Você pode estar desistindo hoje para estar melhor para a próxima maratona. É preciso respeitar os limites do corpo e da mente. Se o corredor acha que é a hora de parar, é melhor respeitar esse momento e continuar trabalhar corpo e mente com treinador, psicólogo e nutricionista para as próximas provas”, alerta a psicóloga Wania Rennó.