Largada Desafio 12 horas Piracicaba (SP) Foto: Gaia Esportes

Imagine a seguinte prova: um desafio de 12 horas em um percurso fechado de 1.200 metros. Imaginou correr sem parar, e ficar exausto logo nas duas ou três primeiras horas? Não é bem assim! A nona edição Desafio 12 horas de Piracicaba (SP), que aconteceu no dia 21 de abril, contou com a presença de quase 400 atletas de todo o país para correr e caminhar 12h/6h/3h solo ou realizar provas de revezamento em dupla, quarteto ou octeto em 12h ou 6h.Ao longo das voltas, várias são as histórias de resistência e superação. O para-atleta e agente de propaganda, João Batista, de 43 anos, já realizou a prova quatro vezes e conta a sua experiência. “Gosto da prova pelo desafio de correr durante 12 horas. Para conseguir isso, procuro não olhar para o cronômetro e programar muito bem os momentos de paradas”, conta depois de percorrer 42km.

O evento, que contou com a presença de quase 400 atletas de todo o país, colocou os inscritos para correr e caminhar 12h, 6h ou 3h, em categorias solo ou revezamento (dupla, quarteto ou octeto)

Nesta prova, que já é tradição paulista e tem seu espaço garantido no calendário de corridas do Brasil, o importante não é a velocidade, mas os quilômetros percorridos durante as 12 horas. Cada atleta ou equipe trabalha sua técnica e estratégia ao longo das horas para garantir a resistência e alcançar o resultado desejado. “A minha é não sair muito forte no início e segurar o ritmo. Assim do nono lugar, busquei e cheguei ao quinto lugar”, conta a educadora física Fabianna Bannwart, de 45 anos, que percorreu 96km.

Sob um calor de 29 graus, o corpo pede hidratação e alimentação. E isso não faltou. A organização pensou em vários serviços para garantir o bem-estar dos atletas.

João Batista percorreu 42km no Desafio 12 horas  Foto Gaia Esportes

Desde a concentração, é servido água, banana, maçã e isotônicos a vontade para o corredor até o final da prova. Após 3 horas de prova foi servida a tradicional pamonha de Piracicaba, que faz sucesso entre os competidores. E, ao longo das horas, são servidos ainda macarrão com batata cozida para o almoço, açaí, pipoca, cuscuz com frango ou apenas com legumes para vegetarianos e veganos.

Para a publicitária Zilma Rodrigues, de 45 anos, “Tudo é muito bem organizado. Desde o estacionamento, excelente cronometragem, alimentação e local são bons para o atleta”, diz a corredora que percorreu 106 km no total.

O ponto alto da prova é a chegada. Ao som do tema da vitória, onde o suor foi trocado por lágrimas e um clima de emoção e realização tomou conta dos ultramaratonistas que venceram diversos desafios. Equipe de apoio, técnicos e moradores da cidade participam da festa fazendo barulho e realizando a última volta. Um momento de celebração único que fortalece o corpo e alma de quem aceita o desafio.

Quebra de recordes

Sete recordes da edição anterior foram quebrados, sendo eles:

-Octeto Misto 12 Horas com 200 km e 400 mts   (Trifolego.k/W11 Treinamento)

-Quarteto Feminino 12 Horas com 135 km e 600 mts (Contra Tempo Running)

-Quarteto Masculino 12 Horas com 183 km e 600 mts (Grupo Solo )

-Quarteto Misto 12 Horas com 163 km e 200 mts (Fit Labore)

-Dupla Masculina 12 Horas com 150 Km (Raizer Sports)  

-Dupla Feminina 6 Horas com 61 km 200 mts (Sandra e Solange)

-Dupla Mista 6 Horas com 76 km 800 mts (Amanda e Francisco)

Para quando você for

A 10ª.  edição ocorrerá dia 29 de setembro com uma novidade, o jantar dos ultras na véspera da prova. As inscrições estarão disponíveis em breve. Acompanhe novas informações pelo Jornal Corrida

Como chegar em Piracicaba

De carro: Av. Marginal Tietê em direção à Rod. dos Bandeirantes, via Prof. Simão Faiguenboim e BR-116. Siga a Rod. dos Bandeirantes até Rod. Luís de Queiroz/SP-304 em Santa Bárbara D’Oeste. Pegue a saída 134A-B via Rod. dos Bandeirantes. Continue em SP-304. Dirija até BR-373 em Alto, Piracicaba. 168 km em 2h30min.

Como chegar

De carro: Av. Marginal Tietê em direção à Rod. dos Bandeirantes, via Prof. Simão Faiguenboim e BR-116. Siga a Rod. dos Bandeirantes até Rod. Luís de Queiroz/SP-304 em Santa Bárbara D’Oeste. Pegue a saída 134A-B via Rod. dos Bandeirantes. Continue em SP-304. Dirija até BR-373 em Alto, Piracicaba. 168 km em 2h30min.

Onde ficar

1000 hotel

Próximo ao local da prova e a rodoviária, o hotel oferece serviços 24 horas e conta com café da manhã, wifi e estacionamento grátis.

Endereço: Rua São João, 1530, Piracicaba. Telefone: (19) 2533-1700

Nacional Inn Piracicaba

Localizado a 12 minutos do local da prova, possui quartos aconchegantes, piscina e wi-fi em todo o prédio.

Endereço: Rua do Rosário, 1380, Piracicaba. Telefone: (19) 3429-4000

Onde comer

Babbo Pizzaria

Cardápio com 40 pizzas e diversos tipos de saladas. Endereço: Rua Luiz de Queiroz, 670. Telefone: (19) 3374-4444.